Desmistificando a Cabotagem

Entenda melhor algumas informações equivocadas sobre o setor no Brasil.

Desmistificando a Cabotagem

1. Aquisição de embarcação é uma barreira para o crescimento do número de EBNs – MITO

As empresas que operam nos mais diversos modais logísticos necessitam possuir ativos que viabilizem o desempenho confiável de sua atividade. Na navegação não é diferente, pois as EBNs fazem investimentos para prestação dos seus serviços. Sendo uma atividade que exige investimento, isto não pode ser considerado uma barreira.

2. Existem poucas empresas de navegação – MITO

Segundo dados do governo existem 43 empresas brasileiras de navegação. Destas, 13 possuem embarcações adequadas para atuar na cabotagem. Fazendo um comparativo com outros modais/setores complexos, a cabotagem é a mais plural:

  • Aeroviário: 3
  • Ferroviário: 4
  • Telecomunicações: 4
  • CABOTAGEM: 13

3. A cabotagem está na mão dos estrangeiros – MITO

Num setor aberto, há sempre a possibilidade de abrigar diversos investidores. Isto enseja a existência de empresas de capital aberto, capital misto (investidor estrangeiro e investidor nacional), capital nacional com fundo de investimento no Brasil, e/ou capital exclusivamente estrangeiro. Justamente por ser um setor aberto, essa lógica de mercado se aplica às empresas de cabotagem. O mercado brasileiro está à disposição daqueles que desejam investir no país.

4. A cabotagem não tem crescido no Brasil – MITO

Apesar da falta de incentivos, dos elevados custos e da elevada carga tributária, a cabotagem registrou alta de 11,3% na movimentação de cargas[1] entre janeiro e abril de 2020, em relação ao mesmo período do ano passado, conforme dados registrados pela ANTAQ. Nos últimos anos[2] (2010-2018), a cabotagem de contêineres cresceu, em média, 12,8% ao ano.

5. A frota brasileira não é moderna e atualizada – MITO

Nos últimos 10 anos, foram renovadas 20 novas embarcações, totalizando investimentos de R$ 5 bilhões.


[1] A movimentação de petróleo e derivados responde por mais da metade das cargas na cabotagem.

[2] Com base em estudo desenvolvido entre outubro e novembro de 2018 pelo ILOS – Instituto de Logística e Supply Chain.

Abac - Associação Brasileira dos Armadores de Cabotagem

ABAC – Associação Brasileira dos Armadores de Cabotagem

Rua São José, 40 - 6º andar
CEP 20010-020 – Rio de Janeiro – RJ  

Tel: 21 3231-9065
abac@abac-br.org.br
Fale conosco Nosso LinkedIn

Assessoria de Imprensa

Argumento Gestão de Imagem

Patrícia Nogueira

Tels: 21 3114-0699 / 98302-6967
patricia.nogueira@argumentogi.com.br

Seu contato é muito
importante para nós.